domingo , 29 novembro 2020
Home / Empresas & Negócios / Óleo & Gás: “A crise vai passar. Você conhece as oportunidades que já existem hoje?”

Óleo & Gás: “A crise vai passar. Você conhece as oportunidades que já existem hoje?”

fotomontagem Marcelo Gauto (a esquerda) e Mauro Destri

Os especialistas em petróleo & Gás  Mauro Destri – CEO da Destri Consulting e Marcelo Gauto – Químico Industrial,em Petróleo, Gás e Energia,  falam em oportunidades , trazem boas notícias! E dizem que esta crise não durará pra sempre e do que o mercado tem esperando pela frente. Quer saber mais? Vamos direto a alguns pontos.

A “panela velha”, nossa Bacia de Campos, ainda tem e fará muita comida boa, podem acreditar,
acompanhem:

1 – TLD (teste de longa duração) no campo de Albacora, em sua formação de Pré-sal, foi
altamente positivo, sabem o que significa? Que temos um Pré-sal na BC e, mais ainda, altamente
promissor e mais ainda, toda descoberta como esta, traz investimentos, sondas, equipamentos,
empregos, renda;
2 – Desinvestimentos: Até 03 anos atrás, tínhamos um cenário onde a Petrobras, em virtude do
que chamamos de “Distração”, ou seja, cenários de caixa insuficiente, Brent não tão atrativo,
necessidade de direcionar esforços físicos / humanos / financeiros para o Pré-sal, apontava em
seu planejamento estratégico que alguns campos e plataformas, começariam seu processo de
Descomissionamento. Faço um parêntese aqui: Um descomissionamento, sem que tenhamos
esgotado toda e qualquer possibilidade de extensão das vidas de campos e unidades é um
“Acidente Empresarial” (conforme Destri), de escalas inconcebíveis em um momento onde
precisamos tanto da riqueza gerada por estes.

Vem ai um novo conceito de venda de imóveis. Aguardem !

Vejamos então o que ocorreu a partir do momento da intervenção da ANP junto a Petrobras,
exigindo um plano de Desinvestimentos, lançado em 2016, com o nome “Ártico” que além da
venda de Campos Onshore, teve resultados excelentes para a Bacia de Campos.

2.1 – Perenco: a Operadora adquire o Polo Pargo, composto das plataformas de Pargo;
Vermelhos 1, 2 e 3 e Carapebas 1, 2 e 3. Após um turbulento processo de transição, assim
finalmente em setembro de 2019, com uma produção de 2.000 bpd e, 03 meses depois, já
estavam produzindo 4.000 bpd.

Vantagens: O caixa da Petrobrás foi reforçado em algo em torno de U$ 300 milhões; já
aumentamos a produção; empregos que “sumiriam” em anos próximos por conta do
Descomissionamento, agora tem um horizonte de até 2034, ano para o qual a operadora
pretende solicitar à ANP, extensão da vida útil. Manutenção de riqueza sendo distribuída no
Brasil;

2.2 – Trident: Operadora adquire os polos Pampo (PPM-1) e Enchova (PCE-1, P-65 e P-08, pelo
valor aproximado de U$ 3bi. As vantagens são as mesmas do Polo Pargo, acima;
2.3 – Petronas: entra em parceria com a Petrobras, adquirindo 50% dos Campo de Tartaruga
Verde e Módulo III do campo de Espadarte, pelo valor de U$ 692 milhões. Com as mesmas
vantagens já citadas.
Nota: todo aporte de caixa da Petrobras, significa mais investimentos e mais geração de riqueza
no país.
2.3 – Polo Garoupa (BC centro e norte) = 11 campos e 07 Plataformas – PGP-1, PNA-1, PNA-2,
PCH-1, PCH-2 e P-09. Este gigante de plataformas gigantes, está em sua fase de análise e
propostas finais das candidatas a comprá-lo (ao menos 04 empresas de porte estão
interessadas) e, até o final do ano, deverá ser vendido, com as mesmas vantagens anteriormente
descritas.

Resumindo: somente com desinvestimentos a Petrobras já arrecadou algo em torno de US$ 3,6
bilhões.

Um reforço de caixa excelente para um momento crucial e, as operadoras, já começam da fazer
valer a pena para o país. Todavia, ainda não acabou, ainda temos mais uma dezena de campos
à venda, ou por meio de negociação direta por meio dos projetos Ártico 1 e 2, Pantera e Lótus,
então podemos esperar muito mais notícias boas, aguardem-nos.

Oferta Permanente:

Áreas que estão em oferta permanente pela ANP tiveram seu primeiro leilão em setembro de
2019. Na ocasião foram arrematados por algo em torno de R$7 milhões, 14 áreas com 33 blocos,
nas bacias Sergipe-Alagoas, Parnaíba, Potiguar e Recôncavo, e 12 áreas com acumulações
marginais, nas bacias Potiguar, Sergipe-Alagoas, Recôncavo e Espírito Santo. São centenas de
milhões de reais previstos em investimentos. Sísmica, poços, trabalhos de engenharia, entre
outras especialidades. Passada a crise, esses investimentos retornam, gerando riquezas na
forma de emprego e renda.

Sísmicas e poços exploratórios em Bullets:
Sísmicas em execução 18 mil km = R$ 420 milhões
Poços exploratórios: 24 poços = U$ 4 bilhões
Sabem o que significa? Geração de riquezas na forma de emprego e renda.

Chegou a vez dos Descomissionamentos, vamos lá, em Bullets:
Linha do tempo, importante para o entendimento:
– Segundo semestre de 2014: Petrobras emite e protocola PD e PDI de P-12;
– Primeiro semestre de 2015: Petrobras emite e protocola PD e PDI de P-07 e P-15;
– Julho de 2017: Petrobras emite ao mercado RFI – Request for information, perguntando ao
mercado nacional e internacional, se e como descomissionariam plataformas fixas;
– Final de 2017: ANP começa a discutir, com operadoras e IBP, a atualização (ou reformulação)
da resolução 27/2006, única no país que tratava de Descomissionamento, mas com o avanço
das necessidades de descomissionamento, se mostrava ultrapassada;
– Fev/2018: Petrobras emite primeira família de fornecimento de bens e serviços, exclusiva para
Descomissionamento de plataformas fixas;
– Segundo semestre de 2018: Petrobras inicia processo de Licitação para Plataformas de Cação
1, 2 e 3;
– Segundo semestre de 2019: Os dois primeiros colocados na licitação são desclassificados;
– Primeiro Trimestre de 2020:
– ANP faz consulta pública para nova resolução de DECOM;
– ANP lança consulta prévia para nova resolução sobre Garantias para
Descomissionamento, procurem A Destri Consulting para mais detalhes;
– Petrobras divulga que tem US$ 6 bilhões reservados para Descomissionar até 19
instalações até 2025 (quem sabe o que isto significa? Não sabe? Procure a Destri Consulting para
mais detalhes;
– ANP autoriza o aumento da AGBC – Área Geográfica da Bacia de Campos, uma
excelente notícia, procure a Destri Consulting para mais detalhes;
– Segundo trimestre de 2020:
– Petrobras assina contrato com a Triunfo para descomissionar plataformas de cação;
– ANP publica em 27/04/2020, resolução 817/2020 que substitui resolução 27/2006, que
trata do descomissionamento no país, um ganho incomensurável para o País;
– Petrobras hiberna 62 plataformas, que podem significar no futuro, Desinvestimentos
e/ou Descomissionamentos
– ANP publica nova lista, onde aponta que agora já temos 19 PDIs – projetos de
desativação de instalações aprovados – Pensem nas imensas oportunidades que virão; 06 PDIs
em análise e 11 PDIs previstos. Querem saber a lista completa? procurem a Destri Consulting
para mais detalhes;

O leitor mais atento já deve ter percebido que descrevemos os investimentos e oportunidades
em exploração e produção de óleo e gás de campos maduros que estão vindo aí. Mas as notícias
boas não param. Outra grande oportunidade criando forma no país é a do descomissionamento
(vide linha do tempo acima) de sistemas de produção e escoamento nos mais variados
ambientes (onshore e offshore) de produção. Quando não há mais alternativa de produção é
preciso desmobilizar, retirar as estruturas utilizadas até então. Temos a oportunidade de criar
uma indústria de descomissionamento no país. Não precisamos dizer que isso vai necessitar dos
mais variados recursos, desde humanos, logísticos, até financeiros para realização desta
empreitada.

publicidade

Como disse certa vez Tom Jobin, o Brasil não é para principiantes então perguntamos:
empresários das mais variadas disciplinas, estão preparados ou se preparando? “Mas eu não sei
fazer o processo todo, só uma parte.” Converse com outros e forme consórcios. Não vamos
deixar escapar esta oportunidade, não é? Procurem a Destri Consulting para mais detalhes;
A desmontagem de estruturas, nos dois ambientes, exige a movimentação de cargas e pessoas,
trabalhos de caldeiraria, SMS, alocação de espaço em porto, destinação de resíduos, etc, são
muitas disciplinas envolvidas, que exigem capital financeiro e humano. Não vamos deixar esta
oportunidade passar, vamos?
Clareza solar?
O piloto

Mas as boas notícias não param, o Brasil vai experimentar a primeira DECOM de fixas, serão as
03 de Cação, três plataformas fixas, em águas rasas, que serão descomissionadas pela Triunfo
Logística. Eles saíram na frente, pagarão o preço do pioneirismo? Irão se deparar com
dificuldades, mas o aprendizado pode lhes render vantagens para participar das outras que
estão por vir.

Mas todos nós vamos ficar daqui, espiando, torcendo para que tudo dê certo, esperando pelas
lições aprendidas em tempo real, nos preparando para os próximos.

Você está preparado?
Sabemos que você está preocupado com a crise, nós também, mas estamos mais preocupados
de verdade é em não perder o mundo de oportunidades que temos hoje em andamento no
nosso offshore. Muitos projetos dos quais falamos no decorrer deste texto já estão andando.
Cada emprego gerado, cada barril a mais produzido é importante, tem efeito multiplicador. É
preciso estar atento, participar dos debates, procurar informações. Tem sorte
(Competências/aprendizados + oportunidade) quem está preparado. Você quer ter sorte?
Então, prepare-se!

O que ainda falta?

Nos aguardem, falaremos do midstream e do downstream nos próximos, vai perder?
Perguntamos: Clareza solar?

Veja Também

Consumo de marcas locais e próprias cresce nas farmácias do país

Entre os meses de abril e junho, em comparação com o mesmo período do ano ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *