quinta-feira , 23 setembro 2021
Home / Cursos & Eventos / Macaé e região vivem a expectativa de cerca de 180 bilhões em investimentos na revitalização de campos marítimos.

Macaé e região vivem a expectativa de cerca de 180 bilhões em investimentos na revitalização de campos marítimos.

A perspectiva de investimentos de mais de US$ 30 bilhões na recuperação do nível de produção do principal ativo do mercado do petróleo nacional: a Bacia de Campos, marca a realização do workshop do PROMAR (Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos) nesta terça-feira (31) em Macaé.

O evento traz para a Capital Nacional do Petróleo representantes do Ministério de Minas e Energia, através da Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (SPG), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), da Agência Nacional do Petróleo (ANP) e do Instituto Brasileiro do Petróleo (IBP), que se unem a prefeitura de Macaé na proposição de iniciativas que possam estabelecer marcos importantes para a consolidação desses investimentos.
Pautas sobre a revisão dos marcos regulatórios e concessões das áreas exploratórias em declínio, a tecnologia disponível para ampliar o percentual de produção dos campos maduros e criação de consórcios para o compartilhamento de infraestrutura submarina e expertise, também serão tratadas por representantes das instituições convidadas com FIRJAN, a Associação dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (ABPIP), e a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e Rede Petro-Bacia de Campos.

O presidente da Câmara de Macaé Cesinha falou a nossa reportagem sobre a importância do evento — “Sem dúvida é um novo marco para a economia e a geração de empregos, principalmente porque os investimentos têm como base a revitalização dos poços marítimos e o estímulo à produção, mas não podemos nos esquecer que a matriz energética via combustível fóssil estará em declínio para os próximos 30 anos, a Europa já se programou para não ter mais veículos movidos nesta matriz, temos que pensar nas alternativas para nossa economia. Já vivemos uma profunda queda na economia de Macaé e de toda região por conta das dificuldades da Petrobras, da queda dos preços do barril de petróleo e da falta de investimentos e não podemos mais ficar sem alternativas de desenvolvimento. Como presidente da Câmara temos que refletir a opinião de nossos pares eleitos pelo povo e que tem essa preocupação. Bem-vindo PROMAR que seja uma nova era!”

O secretário do IADC – Associação Internacional das Empresas Perfuradoras de Petróleo Dr. Leandro Luzone  também falou a respeito do evento “Sabemos que ainda existem no Brasil descobertas de campos offshore que ainda não foram desenvolvidas por terem uma questionável viabilidade econômica. Por esse motivo, o Promar é importante para os campos marítimos de todo o território brasileiro, mas, principalmente, para o estado do Rio de Janeiro, que foi diretamente impactado pela já madura produção da Bacia de Campos”.

O que é o PROMAR

Programa de Revitalização e Incentivo à Produção de Campos Marítimos (Promar), do Ministério de Minas e Energia. A iniciativa visa melhorar o aproveitamento dos recursos petrolíferos nacionais, ampliar o pagamento das participações governamentais e da indústria de bens e serviços voltados para a atividade de exploração, e produção de petróleo e gás natural em áreas marítimas, além de gerar mais empregos. O programa foi instituído pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) em dezembro do ano passado.

Segundo o Ministério de Minas e Energia, o que levou à criação do programa foi a queda na produção de petróleo dos campos do pós-sal, os chamados campos maduros, principalmente localizados na Bacia de Campos, considerada a principal área sedimentar já explorada na costa brasileira. A bacia tem uma área de cerca de 100 mil quilômetros quadrados que se estende das imediações da cidade de Vitória (ES) até Arraial do Cabo, no litoral norte do Rio de Janeiro.

O Promar priorizará, por exemplo, estudos de medidas para viabilizar a recuperação e exploração de campos maduros de petróleo e gás natural no Brasil, permitindo ao país desenvolver e aproveitar melhor os recursos do setor de óleo e gás, promovendo, com isso, o aumento de arrecadação. Um workshop para discutir o assunto deverá ocorrer nos dias 15 e 16 de abril e a entrega de resultados ao CNPE está prevista para julho deste ano.

publicidade

“Esse programa visa a criação de condições para a extensão da vida útil de campos maduros e a viabilização econômica de acumulações de petróleo e gás natural consideradas de economicidade marginal e ambiente marítimo”, explicou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Dados de recuperação do pós-sal

Na prática, o Promar proporá medidas voltadas à revitalização dessas áreas, com novos investimentos, para que a produção declinante possa voltar a crescer. Isso representa mais arrecadação para os municípios e estados.

“Viabilizar a revitalização desses campos no Brasil significa a continuidade do pagamento de participações governamentais, geração de empregos e manutenção da indústria de bens e serviços locais. Melhoramos o ambiente de negócios, buscando o desenvolvimento econômico e social”, ressaltou a diretora de Petróleo, Gás e Biocombustíveis da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Heloísa Borges.

Produção de petróleo no Brasil

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o Brasil se encontra numa posição de destaque no cenário geopolítico energético internacional, com uma produção média de 2,9 milhões de barris de petróleo por dia. “Essa produção nos coloca como sétimo maior produtor de petróleo do mundo, havendo a expectativa de atingirmos a quinta posição no ranking até 2030.”

O Brasil também atingiu um novo recorde no setor de petróleo, conforme o ministro. Em 2020, o país exportou, em média, 1,4 milhão de barris de óleo por dia. “Toda essa evolução, se deve aos produtivos campos do pré-sal, especialmente da Bacia de Santos, que estão, gradativamente, sendo desenvolvidos e colocados em produção”, acrescentou Bento Albuquerque.

publicidade

O evento terá a participação de diretores das principais operadoras globais de energia: Petrobras, Perenco e Total Energies, Abes e companhias que marcam em definitivo a transição da indústria nacional e mundial de óleo, gás e energia: Schlumberger, Trident Energy, Petro Rio, Enauta e Eneva.
O workshop do PROMAR em Macaé contará também com a presença de representantes da ACIM, Comissão Municipal da Firjan, CVB Macaé, ABESpetro, Sebrae, SPE e IADC.

Serviço:

Workshop PROMAR em Macaé

Horário: Abertura: 9h / Encerramento: 17h30

Local: Hotel Royal Atlântica – Avenida Atlântica, 1546, Praia dos Cavaleiros – Macaé-RJ

Transmissão simultânea: Transmissão ao vivo: PROMAR – YouTube

Veja Também

Setur-RJ e TurisRio levam o Estado do Rio de Janeiro à WTM Latin America 2021

Evento é considerado o maior do mundo direcionado ao turismo da América Latina A Secretaria ...

Deixe uma resposta