segunda-feira , 16 setembro 2019
Home / Cursos & Eventos / Inscrições abertas para oficina de Libras em Macaé

Inscrições abertas para oficina de Libras em Macaé

Intérprete de Linguagem Brasileira de Sinais (Libras), durante III Seminário de Educação na Perspectiva Inclusiva, realizado no auditório da Cidade Universitária. Macaé/RJ. Data: 21/11/2016. Foto: Rui Porto Filho

Estão abertas as inscrições para a oficina específica da Língua Brasileira de Sinais (Libras) no Colégio Municipal Ancyra Gonçalves Pimentel (Miramar). Estão sendo oferecidas 40 vagas para estudantes e comunidade. Os interessados podem comparecer na sede da escola, que funciona na Avenida Amaral Peixoto, 555. O curso, previsto para começar em setembro em data ainda a ser divulgada, terá a duração média de três meses, e os participantes receberão certificado do Núcleo de Inclusão, Tecnologia e Pesquisa (Nintepe). As aulas serão às terças-feiras, das 9h às 10h e das 13h às 14h, e às quartas, das 18h às 19h.

O atendimento para inscrição neste período de recesso escolar, de 15 a 29 de julho, será de segunda a sexta, das 8h às 12h. Após as férias, o horário se estende, das 8h às 17h. As aulas serão conduzidas pela intérprete de Libras, Cristiane Queiroz. Durante a programação, ela vai destacar abordagens como “Alfabeto”, “Números”, “Verbos”, “Diálogos simples”, “História da Educação de Surdo no Brasil e mundo”, “Graus e causas da surdez”, “Identidade da cultura surda” e ” Literatura, Artes e Esportes”.

O módulo é uma realização do Nintepe, criado em 2014, com a finalidade de se tornar um sistema de comunicação entre as diversas áreas do conhecimento para o desenvolvimento de projetos, que vão ao encontro de questões sociais. Com isso, o núcleo atua a partir de demandas e situações, que envolvem a comunidade escolar e a sociedade em geral.

O Nintepe trabalha com as áreas de inclusão, tecnologia e pesquisa. Um dos projetos é o ‘Produzindo Autonomia’, que destaca sustentabilidade, geração de renda e oportunidades. Pela iniciativa, alunos do Ancyra, incluindo os estudantes com necessidades educacionais especiais (deficiência intelectual e surdez), e estudantes em situação de vulnerabilidade social participam da produção do sabão artesanal, por meio da reciclagem do óleo doméstico, que é doado pela comunidade. A programação acontece todas as às quartas das 12h30 às 14h.

Inclusão no dia a dia

Polo dos alunos com surdez-deficiência auditiva das turmas de 6º ao 9º ano, a equipe da escola desenvolve trabalhos específicos que seguem o ensino de Libras como língua materna, além da Língua Portuguesa na modalidade escrita. O Colégio Ancyra Pimentel também é reconhecido por desenvolver projetos como a Educação Física Inclusiva, voltada não apenas para a importância da cultura surda e sua língua, mas para inclusão dos alunos que apresentam baixa visão, deficiência física, intelectual e surdez-deficiência auditiva.

Publicidade

Veja Também

Laboratório de Matemática Inclusiva será inaugurado na terça em Macaé

Durante cinco dias, de segunda-feira (9) a sexta-feira (13), alunos, professores e convidados participam da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *