quinta-feira , 23 setembro 2021
Home / Empresas & Negócios / Grupo Vilarejo apoia projeto Harmônicos de conservatória

Grupo Vilarejo apoia projeto Harmônicos de conservatória

A obstinação da cantora e compositora, Juliana Maia, pela música e pelo distrito de Conservatória, no estado do Rio de Janeiro, que vivia com a mãe no Japão, a fez retornar a Capital Nacional da Seresta, onde realiza seus shows no teatro Sonora, palco das suas apresentações, que inclui extraordinárias interpretações de Elis Regina, Carmem Miranda, Nélson Gonçalves e suas próprias composições.

Apaixonada pela cultura e buscando manter as tradições musicais da Seresta, fundou o projeto Harmônicos de Conservatória para o aprendizado musical de crianças e jovens de 6 a 12 anos, que proporciona aulas de flauta doce e transversa, canto coral, violino e bateria, que hoje tem 70 alunos, que estudam sem pagar nada.

 Juliana Maia.

“Muitos me perguntaram: por deixar o Japão onde tinha acesso a uma das mais importantes culturas orientais com a sua sabedoria milenar? Respondo que Conservatória é o meu pedacinho do céu, e essa tradição não pode acabar, quando vejo essas crianças, tocando, cantando, evoluindo culturalmente, me sinto muito gratificada! Se não fosse o apoio dos amigos e a sensibilidade da família Mello, seu João, dona Lili e os filhos Frederico e Monique não conseguiríamos manter este projeto. O apoio dos hotéis Vilarejo é muito importante e deve servir de exemplo para outros empresários nesta luta que travamos diariamente pela educação das nossas crianças e jovens.”

Conservatória

Distrito de Valença, tem um clima ameno, com seresteiros por toda à parte, um ambiente musical intenso, onde a antiga Estação ferroviária de Conservatória um de seus patrimônios culturais tem uma locomotiva 206, que ajudou a “puxar” os tempos da grande produção do Vale do Café.

O túnel que chora, onde a água escorre como lágrimas de alegria por ser preservado de uma demolição após protesto da moradora Maria Nossar nos anos 80, durante as obras de expansão da rodovia RJ-137.

A cachoeira da Índia no (Balneário) João Raposo, que tem em seu leito, incrustada na pedra, uma estátua de bronze “Araras”, da artista plástica mineira Vilma Noel, sendo uma homenagem o povo indígena que habitava as margens do Jequitinhonha, e muitas outras atrações estão à disposição dos turistas.

Veja Também

Grupo Madero em dose tripla em Guarulhos

Os fãs das criações gastronômicas do chef e empresário Junior Durski comemoram todas as suas ...

Deixe uma resposta