sexta-feira , 6 dezembro 2019
Home / Carreira / Grupo de Planejamento cria programa de inclusão e diversidade

Grupo de Planejamento cria programa de inclusão e diversidade

O novo comitê do GP, com Diego, ao centro, e Verônica, Gisele, Gustavo, Rafael, Flávia e Tiago, da esquerda para direita (Crédito: Marco Torelli / Divulgação)

Grupo de Planejamento de São Paulo apresenta nesta semana o projeto Melhor no Plural, que visa fomentar a diversidade e a inclusão de profissionais com diferentes vivências nas estruturas das agências. A ação inclui iniciativas de pesquisa, conscientização e capacitação de profissionais.

Sob o comando de Flávia Spinelli, vice-presidente do GP e global client partner do Facebook, o programa terá como primeiro passo o mapeamento de iniciativas internas das agências. O objetivo é entender os aprendizados e desafios já encarados pelos núcleos de diversidade das empresas. “Nossa ideia é consolidar os aprendizados destas iniciativas em um pensamento coletivo, analisando padrões que estão impulsionando a inclusão ou deixando alguns grupos para trás”, explica Flávia.

O GP fará ainda um levantamento do perfil sociodemográfico dos planejadores, consultando também profissionais de grupos sociais minoritários que querem ingressar no mercado, mas que ainda não conseguiram uma oportunidade. O levantamento servirá de subsídio para uma maratona de aceleração junto a agências, a partir de setembro. Com os insights adquiridos, o GP promoverá encontros com agências para discutir boas práticas ligadas à diversidade.

O comitê do Melhor no Plural integra também outros seis profissionais: a diretora de planejamento da J. Walter Thompson, Gisele Bambace; a planner Verônica Dudiman, da Mutato; o diretor-geral de planejamento da Africa, Rafael Camilo; e o planner Tiago Tuiuiú, também da Africa; e o estrategista criativo Diego de Oliveira e o creative partner Gustavo Borrmann, ambos do Facebook. O comitê já se reuniu com mais de 20 especialistas e formadores de opinião para estruturar a proposta do programa, colhendo opiniões dos coletivos Gleba do Pêssego, Mooc, da consultoria 65/10 e do grupo Publicitários Negros.

Outra frente de atuação do projeto diz respeito à qualificação de profissionais pertencentes a grupos minoritários: o GP oferecerá bolsas gratuitas para todos os cursos e eventos da Planning Academy, seu braço de educação, em parceria com a escola de estratégia Sandbox. A bolsas serão distribuídas com base em critérios étnicos e socioeconômicos. Além disso, o GP abrirá uma chamada, em setembro, para escolher 12 novos membros que se associarão à entidade gratuitamente, escolhidos pelo comitê de diversidade.

Publicidade

Veja Também

Tecnologia e ciência devem pautar agricultura, diz ex-ministro

O Instituto Fórum do Futuro reúne nesta semana, em Brasília, um grupo de acadêmicos, formuladores, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *