terça-feira , 14 julho 2020
Home / Empreendedorismo / Firjan se mostra preocupada com decreto do prefeito de Macaé

Firjan se mostra preocupada com decreto do prefeito de Macaé

Firjan se mostra preocupada com decreto do prefeito de Macaé em carta aberta

Documento acompanha a fala do advogado geral da união de que o decreto impede a produção de petróleo no país.
A carta aberta vem assinada por outras importantes instituições de Macaé como a Rede Petro, Associação Comercial e Industrial de Macaé, Associação de Contabilistas e o Macaé Convention Visitors Bureau.

Neste dia 21 do corrente, o Portal Economia e Negócios o presidente da ACIM Francisco Navega já havia externado suas preocupações com decretos que ferem a livre iniciativa das empresas e nos problemas que medidas e decretos em todos os níveis podem causar. Integra da Carta da ACIM: https://economianegocios.com.br/news/o-presidente-da-acim-se-pronuncia-em-carta-aberta-sobre-medidas-oficiais-dos-poderes-executivos/

A manifestação pública è assinada pelo presidente Fernando José Coutinho Aguiar da RR Norte Fluminense da Firjan e várias outras entidades, com a preocupação pelo decreto municipal Nº 39/2020 assinado pelo prefeito de Macaé Aluízio dos Santos Junior , que entre outras colocações fala:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Serviços

“A produção está em risco pelo fato de o Decreto afetar diretamente, por exemplo, o fornecimento de bens e serviços, máquinas e equipamentos para embarcações que suprem as operações de plataformas de produção, com itens de consumo individual e ou de consumo para manutenção da operação de produção. Para a além de afetar a troca de turnos dos trabalhadores de transporte marítimo, de apoio e suporte às operações. ”

Veja abaixo a integra da Carta Aberta da Firjan

Exmo. Sr. Dr. Aluizio dos Santos Júnior Prefeito do Município de Macaé
Ref.: Decreto Nº 39/2020
Prezado Senhor, A Firjan é uma importante parceira das empresas do estado do Rio de Janeiro na busca pelo desenvolvimento da indústria, oferecendo soluções e serviços capazes de multiplicar a produtividade das empresas e melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores.
Em parceria com as demais Instituições aqui listadas, reconhecemos a necessidade de medidas contundentes no combate ao novo corona vírus. Todas as ações preventivas e mitigatórias são justificadas, mas também é necessário que haja a garantia da atividade industrial, visando manutenção de empregos e geração de renda. Por isso, gostaríamos de expressar nossa preocupação sobre as ações tomadas pela Prefeitura de Macaé, com a edição do Decreto 39/2020.

A suspensão de todas as atividades laborais no âmbito público e privado, durante o período de 23 a 29 de março de 2020, irão gerar impactos significativos no pleno funcionamento das atividades, em especial, aquelas que suportam a produção de óleo e gás na Região Norte Fluminense.

ACESSE AQUI

A produção está em risco pelo fato de o Decreto afetar diretamente, por exemplo, o fornecimento de bens e serviços, máquinas e equipamentos para embarcações que suprem as operações de plataformas de produção, com itens de consumo individual e ou de consumo para manutenção da operação de produção.

Para a além de afetar a troca de turnos dos trabalhadores de transporte marítimo, de apoio e suporte às operações. Assim, solicitamos que as regras sejam flexibilizadas em favor, por sua notória essencialidade e em defesa da vida e da sobrevivência das famílias, de:

• Manter a atividade do mercado de óleo e gás, e demais atividades que também podem suportar o estado como provedor fundamental de combustíveis e energia para o país, em prol da segurança energética e abastecimento de toda população brasileira; e

• Preservar sua economia, atual e futura, e garantir o cumprimento de obrigações e demandas legais de segurança técnica e de proteção ao trabalhador, recursos importantes para superação desse momento de crise. Com a certeza de que apenas juntos poderemos superar os desafios atuais, permanecemos à disposição para aprofundarmos o diálogo a respeito dessa importante matéria, nesse momento de crise.

Fernando José Coutinho Aguiar Presidente RR Norte Fluminense da Firjan

Veja Também

Investimentos de bancos com tecnologia crescem 48% em 2019 e orçamento total chega a R$ 24,6 bilhões

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária revela que os canais digitais foram responsáveis por 63%das transações ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *