sexta-feira , 23 agosto 2019
Home / Notícias / Fim de visto para turistas beneficiará economia brasileira, diz presidente Bolsonaro

Fim de visto para turistas beneficiará economia brasileira, diz presidente Bolsonaro

Fim de visto para turistas beneficiará economia brasileira, diz presidente Bolsonaro

Através de uma rede social, o presidente Jair Bolsonaro comemorou o aumento na procura de viagens ao Brasil por parte de turistas da Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão.

Segundo apuração do site Money Times, mencionada por Bolsonaro, as buscas por voos com destino ao Brasil cresceram 36% desde a última segunda-feira (18), data em que o governo federal publicou decreto que dispensa o visto de entrada para cidadãos desses quatro países.

Levantamento da plataforma de planejamento de viagens Kayak, referenciado pelo site, revela que o interesse dos australianos em visitar o Brasil cresceu 36%. Entre norte-americanos, canadenses e japoneses, o índice subiu 31%, 19% e 4%, respectivamente.

Presidente Jair Bolsonaro participa de Café da manhã oferecido pela Sociedade de Fomento Fabril do Chile, SOFOFA.

Bolsonaro disse que fim do visto para turistas deve aquecer serviços de viagens, hotelaria, comércio e lazer, gerando emprego e renda
“Ganha o nosso turismo e a nossa economia! A procura tende a crescer ainda mais, devendo aquecer positivamente nossos serviços de viagens, hotelaria, comércio, lazer, etc, gerando emprego e renda aos cidadãos brasileiros”, escreveu o presidente, em sua conta no Twitter.

Novas regras

A dispensa de visto é válida para entradas no país que tenham fins turísticos, de negócios, esportivos ou artísticos, somente para cidadãos que não tenham intenção de estabelecer residência no Brasil.

As novas regras, que entram em vigor a partir de 17 de junho, se aplicam a quem permanecer em território brasileiro por até 90 dias, prorrogáveis pelo mesmo período, desde que não ultrapassem 180 dias a cada 12 meses.

Atualmente, os cidadãos dos quatro países contemplados pela medida utilizam um sistema eletrônico para a obtenção de vistos (E-visa) para entrar no Brasil.

Por meio desse programa, os turistas desses países podem fazer a solicitação pela internet. O tempo de análise e entrega do documento dura três dias. No procedimento normal, o prazo chegava a 40 dias.

A expectativa do governo federal é que o incremento na entrada de turistas vindos ao Brasil seja de 217,8 mil pessoas, caso todos os pedidos de visto feitos em 2018 sejam convertidos em viagens.

Segundo Marco Navega presidente da federação dos Conventions Visitors Bureau do estado do Rio de janeiro : ” A abertura do Brasil concedendo aos cidadãos dos EUA, Canadá, Japão e Austrália a isenção dos vistos para quem vier nos visitar, poderão melhorar o ambiente econômico dos setores de hospitalidade, alimentação, de viagens aéreas, terrestres e de toda cadeia produtiva do turismo em curto espaço de tempo. Passamos a ter uma facilidade ofertada aos visitantes destes Países descomplicado protocolos e diminuindo custos nas viagens, que trarão um maior equilíbrio na balança comercial do turismo, atualmente desfavorável ao Brasil em mais de 12 Bilhões de dólares anuais. Ganha o Pais, ganham os empreendedores do setor, ganha o viajante internacional em ter oportunidade de conhecer o maior destino de natureza do Mundo. O estado do RJ poderá ser um dos grandes beneficiados em se tratando de ser o maior receptor de turistas internacionais do País, com quase 3 milhões de visitantes anuais entrando pelo Aeroporto do Galeão. Vamos arregaçar as mangas e contribuir para que a cidade do Rio de Janeiro seja a porta de entrada e que os Municípios do interior passem a receber mais visitantes num trabalho conjunto com a capital. Só existe um Rio de Janeiro. A oportunidade foi criada, precisamos nos organizar e trabalhar.”

Veja Também

Um em cada quatro desempregados procura emprego há pelo menos 2 anos

Um contingente de 3,35 milhões de desempregados no país procura trabalho há pelo menos dois ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *