segunda-feira , 21 junho 2021
Home / Finanças / Empréstimo MEI ou para autônomos: entenda qual a melhor opção

Empréstimo MEI ou para autônomos: entenda qual a melhor opção

Uma dúvida muito comum para os microempreendedores é se ver na condição de ter que
solicitar um empréstimo para dar início, expandir ou garantir o sucesso de sua empresa em seu
segmento de negócio.

Além da questão sobre solicitar ou não uma linha de crédito, o ponto de maior questão é: qual
é a melhor opção, empréstimo para MEI ou para autônomo?
Se você está passando exatamente pelo mesmo questionamento, continue conosco para saber
mais sobre às duas modalidades, vantagens e os contras!

Como funciona o empréstimo para MEI
A categoria MEI – microempreendedor individual – foi criada para ajudar a fomentar o
empreendedorismo no Brasil, ajudando a formalizar pequenos negócios que estavam na
ilegalidade.
Uma das grandes vantagens de ser microempreendedor individual é ter o acesso a linhas de
crédito de uma maneira mais fácil de solicitação.
Mas como funciona o empréstimo? Para solicitar um valor é importante comprovar que o
dinheiro será usado em benefício único e exclusivo da microempresa. Vale ressaltar que é
válido pesquisar as mais diversas instituições de crédito para saber qual tem mais o perfil do
seu negócio e que caiba no planejamento financeiro.
Mas não se esqueça que cada instituição financeira apresenta algumas diferenças – nas taxas
praticadas, no pagamento ou, mesmo, nas regras para a efetivação do empréstimo. Então, por
exemplo, ser um auxílio para realização de um investimento, ampliação do capital de giro,
dentre outras.

Existem também alguns pré-requisitos para contratação. Confira abaixo:
● Documentos como: RG, CPF, comprovante de residência e certificado MEI;
● Comprovante de renda: é importante ter tanto o de renda pessoal como da empresa;
● Plano de investimento em papel.

Vantagens

A principal vantagem a destacar sobre o empréstimo para MEI é a taxa de juros. Diferente de
outras modalidades, o crédito oferecido para microempreendedores individuais, conta com
uma redução nas taxas em grande parte das instituições financeiras.

Desvantagens

A principal desvantagem é que com a oferta de empréstimo para MEI, você contrair dívidas
além do que pode dar conta. É extremamente importante ser assertivo e moderado para que o
impacto do empréstimo seja positivo, muito mais vantajoso do que arriscado. Ou seja,
objetivos claros e definidos são importantes.

Como funciona o empréstimo para autônomo
Os autônomos são os que mais sofrem para conseguir um empréstimo, visto que a
comprovação de renda é um pré-requisito para conseguir essa linha de crédito.
O empréstimo para autônomo nada mais é que uma pessoa que não tenha registro em
carteira de trabalho ou holerite, porém, que necessita de uma linha de crédito. Às vezes, pode
até acontecer de o profissional ter um bem como um imóvel para usar de garantia, mas como
fazer quando não houver?
Na ajuda a essa categoria de trabalhadores, algumas instituições financeiras têm uma solução
diferenciada: eles usam a movimentação bancária, já que a partir dela é possível fazer uma
análise da renda do tomador do empréstimo.
Assim como o empréstimo para MEI, o crédito para autônomo pode ser usado para
impulsionar o desenvolvimento de um negócio. Através desse crédito, o microempreendedor
pode levantar capital de giro e fazer vários investimentos.

Confira abaixo alguns dos pré-requisitos para contratação do empréstimo para autônomo:
● Documentação que comprove a movimentação bancária;
● Cadastro positivo (onde pode ter todo seu histórico de bom pagador e comprove seu
score positivo).

Vantagens
Você não precisa estar formalizado, ou seja, ter um CNPJ. Além disso, também não precisa sair
da sua casa, já que você consegue fazer todo o procedimento de forma online.

Desvantagens

Uma das grandes desvantagens em comparação ao empréstimo para MEI, é que muitas vezes,
por conta da falta de garantias de quitação da dívida, as taxas de juros podem ser mais
elevadas.
Outras opções de crédito para seu negócio
Aqui daremos algumas outras opções de crédito para microempresas que contam com taxas
de juros mais acessíveis e bons prazos para pagamento. Veja alguns exemplos:
● Empréstimo com garantia de imóvel ou de veículos;
● Peer to peer;
● Microcrédito;
● Crédito para empresas BNDES.

Empréstimo com garantia
O empréstimo com garantia pode ser de imóvel ou de veículos. Ele recebe esse nome porque
usa um bem como garantia do pagamento das parcelas. Ao fazer isso, o tomador do
empréstimo mostra para a instituição financeira que ele não há riscos de inadimplência e
consegue pegar dinheiro emprestado com juros baixos.

Peer to peer
O peer to peer ou também conhecido como P2P é uma modalidade de empréstimo coletivo
que une tomadores de crédito a investidores através de meios digitais. Ou seja, não há
envolvimento dos de bancos.

Microcrédito
O microcrédito é um empréstimo com baixo valor. Ele é destinado a empreendedores formais,
por exemplo, os MEIs e pessoas jurídicas, além das informais, que não conseguem facilmente o
acesso a empréstimos convencionais. É possível, através dessa modalidade conseguir captar
até R$ 20 mil.

Crédito para empresa BNDES
Esse empréstimo é ligado à manutenção das empresas, além das necessidades do dia a dia.
Por tratar-se de uma linha indireta, os recursos do BNDES são repassados por agentes
financeiros credenciados.

Considere seu perfil!

Se você considerar a baixa taxa de juros, com certeza, a melhor opção de empréstimo é para
MEI, além de algumas outras vantagens. Mas caso você não esteja formalizado, a opção é pelo
crédito para autônomo. Tudo dependerá do perfil do seu negócio.
E você, quais dos empréstimos considera o mais vantajoso conforme a sua realidade atual?

Deixe nos comentários abaixo para sabermos mais!

Veja Também

Procon de Búzios fiscaliza postos de gasolina

O Procon de Búzios está realizando através de ofício, um levantamento em todos os postos ...

Deixe uma resposta