quinta-feira , 23 maio 2019
Home / Macaé & Região / Em Campos prefeitura investe nos pequenos e médios negócios

Em Campos prefeitura investe nos pequenos e médios negócios

Fomentar a geração de empregos e renda em Campos é uma das principais ações da Prefeitura. Dentro desses esforços, o Fundo de Desenvolvimento de Campos (Fundecam) desempenha papel de destaque.

Desde que foi reformulado pela atual gestão municipal, em 2017, mais de 400 empreendedores foram beneficiados, somando um total de R$ 2,1 milhões em crédito para pequenos comércios, lojas de bairro, cooperativas ou pequenas fábricas. Com os créditos do Fundecam, foram mantidos 329 empregos na cidade, além da criação de outros 32.

O Fundecam trabalha hoje com quatro linhas de crédito: Empreendedor, Inovação, Agricultura Familiar e Economia Solidária. Em todas, o foco é atender o campista em seus pequenos e médios empreendimentos. Não existem mais linhas de supercrédito. Até agora, em 2019, foram 75 propostas que somam R$ 310.411,94. Em 2018 foram 163 propostas da linha Empreendedor e 18 propostas da linha Inovação, com R$ 611.040,00 e R$ 687.349,16, respectivamente. E em 2017, foram 153 propostas aprovadas na linha Empreendedor que somaram R$520.398,90. Totalizando 409 propostas desde a reformulação de 2017, com R$ 2.129.200,00 em crédito até o final de abril.

O superintendente do Fundo, Rodrigo Lira, conta que o modelo atual de meta do Fundecam fez com que o Fundo tivesse efeitos reais na vida dos cidadãos.

— Reformulamos o Fundecam para dar prioridade aos empreendedores da cidade. Não mais trabalhamos com empréstimos milionários, como acontecia antes, porque eles se mostraram uma política equivocada. Boa parte dos financiamentos não foi paga e mesmo as empresas que pagaram, a maioria já não funciona mais — cita Rodrigo.

informe

Ao longo das últimas gestões municipais, foram acumulados mais de R$ 400 milhões em dívidas não pagas ao Fundecam. Desde a criação do Fundecam Estruturante, em 2002, foram 94 contratos firmados, destes, 49,4% estão inadimplentes. Para recuperar o dinheiro dos débitos, foram feitas renegociações e cobranças judiciais a partir de uma força-tarefa criada na Procuradoria Geral do Município em 2017. Até agora, cerca de R$ 4 milhões foram recuperados. E hoje são esses valores que custeiam o novo Fundecam e, agora, o programa de bolsas de pesquisa em projetos de interesse para a administração pública da cidade, o Viva a Ciência e o Viva a Ciência na Escola, criados pelo prefeito Rafael Diniz em 2018 e 2019, respectivamente. A taxa de inadimplência que era de 49,4% caiu para cerca de 3%.

A gerente do Fundecam, Francine Abreu, lembra que para aproximar ainda mais o serviço oferecido para os moradores, foi criado um cronograma de visitas em bairros, onde uma equipe percorre lojas para apresentar as linhas de crédito.

— Nossos juros são muito abaixo do mercado, 0,17% ao mês, e cada proposta passa por análise antes de ser aprovada. Além disso, fazemos um acompanhamento periódico e o empreendedor passa por consultorias internas e recebe informações que o auxiliam a gerenciar seu negócio da melhor forma. Com isso, nossa inadimplência é muito baixa. O resultado é de comerciantes fortalecidos, gerando empregos e movimentando a economia da cidade — conta Francine.

Onde procurar – O Fundecam funciona na secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico, na Casa do Empreendedor, localizada na Rua Salvador Corrêa, 21, Centro, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

 

Veja Também

Secretária de Turismo de Búzios faz atualização dados cadastrais do Comércio

A Secretaria de Turismo, Cultura e Patrimônio Histórico de Búzios está fazendo a atualização de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *